quinta-feira, 23 de maio de 2013

Vou fazer novos planos pro futuro Sem lembrar do que houve no passado.

Vou lembrar de você algum momento
Mesmo que a lembrança me enlouqueça
Pra tentar evitar que isso aconteça
Vou lutar contra o próprio sentimento
Coloquei nosso amor em julgamento
E a sentença saiu,Foi condenado!
Eu também não lamento o resultado
Apesar de ter sido um golpe duro
Vou fazer novos planos pro futuro
Sem lembrar do que houve no passado.

Cicinho Moura, mote e glosa.

Um silêncio que às vezes fala aos gritos
Faz saudade dizer que estamos quites
'Em alguns traços de versos e grafites
Gritam mudos dois corações aflitos'
Duas almas pecando por conflitos
Em um curso de amor semiacabado
Já paguei muito alto o meu pecado
Mas, não devo e não quero pagar juro
Vou fazer novos planos pro futuro
Sem lembrar do que houve no passado.

Pedro Torres
Mote: Cicinho Moura

Suportei seus caprichos e manias
Pelo tempo que achei conveniente
Fui sincero, leal e paciente
Mas, cansei de viver de fantasias
Se a saudade furtou-me as alegrias
Já paguei muito alto meu pecado
Naveguei por teu mar apaixonado
Numa busca de achar porto seguro
Faço agora outros planos pro futuro
Sem lembrar do que houve no passado.

Pedro Torres
Mote (alterado): Cicinho Moura
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...