terça-feira, 7 de maio de 2013

Quando alguém machucar seu coração Lembre as marcas que estão dentro do meu

Não reclamo seus erros, nem condeno
Tome o rumo pra si que bem entende
Tudo passa, na vida, e a gente aprende
Que rancor nada mais é um veneno
Sinto falta do seu corpo moreno
E o calor que outro dia me aqueceu
Mas, você foi embora e se perdeu
Pela estrada insensata da ilusão
"Quando alguém machucar seu coração
Lembre as marcas que estão dentro do meu"

Caminhei no vazio dos teus passos
Cada passo que dei foi na alegria
De encontrar nosso amor na poesia
E nas linhas discretas dos teus traços
Nessa busca implacável dos cansaços
Descansei no calor do colo teu
Nos meus braços você se aqueceu
Mas, calor não requenta uma paixão
"Quando alguém machucar seu coração
Lembre as marcas que estão dentro do meu."

Pedro Torres
Mote: Marcos Rabelo


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...