terça-feira, 14 de maio de 2013

Pra quem tava como eu Triste, frio e abatido

Pra quem tava como eu
Triste, frio e abatido
Receber outra estocada
No meu peito já ferido
Não sei que desgraça eu fiz
Mas, devo ter merecido!

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...