domingo, 12 de maio de 2013

No lugar que enterrei o nosso amor Só brotou um pezinho de saudade.

Uma rama de amor é quase nada
Não perfuma uma vida no presente
Porque a dor da saudade que se sente
Tem a mágoa no cheiro misturada
Inclusive, essa flor foi perfumada
No jardim deslumbrante da verdade
Mas o cheiro maior da falsidade
Se instalou na raiz da minha flor
E no lugar que enterrei o nosso amor
Só brotou um pezinho de saudade.

Pedro Torres

Adubei muito bem o meu terreno
Escolhi bem alegre uma semente
Cuidei dela e doei meu “solo quente”
E da noite sentia o seu sereno
Mas eu fui obrigada a por veneno
E matei mais sem ter tanta vontade
Fiz a cruz encostei lá numa grade
Só eu sei o tamanho dessa dor
No lugar que enterrei o nosso amor
Só brotou um pezinho de saudade.

Dayane Rocha

Mote: Erivoneide Amaral
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...