sábado, 11 de maio de 2013

Mas, cuidado pra não chamar meu nome Num momento qualquer de fantasia...

Com você fui fiel tal cão de guarda
Destemido, e até mesmo submisso
Mas, você não assume compromisso
Pra fingir-se pra "alguém" na retaguarda.
Com você disfarçando a sua farda
Me encontrei com você naquele dia.
Lhe fiz versos de amor na poesia
E fui o pão que matou a sua fome
Mas, cuidado pra não chamar meu nome
Num momento qualquer de fantasia...

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...