segunda-feira, 6 de maio de 2013

E os garranchos da tua covardia Arranharam demais meu coração

Dediquei pra você juras sinceras
Fui leal, mas paguei um alto preço
Do descaso que eu sei que não mereço
Aos teus contos forjados das quimeras
Rabisquei de intricadas primaveras
A alguns versos que fiz por devoção
Mas, você me pagou com ingratidão
Dando flores pra outra poesia
E os garranchos da tua covardia
Arranharam demais meu coração

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...