sexta-feira, 3 de maio de 2013

Duas almas vivendo de metade E a saudade pra nós foi a sentença.

Padecemos da fera insegurança
Que é comum em casais que estão distantes
Que essa estrada longínqua dos amantes
Só se encurta pra quem tem confiança.
Hoje existe somente na lembrança
Um retrato da nossa indiferença
Nosso caso foi vítima da descrença
E sofremos em pé de igualdade
Duas almas vivendo de metade
E a saudade pra nós como sentença.

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...