quinta-feira, 4 de abril de 2013

Sem negarmos jamais que nós queremos Colorirmos o quadro desse amor

Da amizade que sempre nós sentimos
Pela tinta das luzes do infinito
Nós pintamos o sonho mais bonito
Com as cores que nós já descobrimos
Se a paixão, da amizade, colorimos
Neste céu tão azul do firmamento
Não tem cinza qualquer de sofrimento
De armadilhas de amores casuais
De outros casos passados, desleais
Pois, não borram no nosso sentimento

Todas cores que tem na aquarela
Reservamos pros dias mais felizes
Com a cores mais vivas das matizes
Pincelamos de amor a nossa tela
Nossa cena primeira é a mais bela
Que um abraço se fez lápis de cor
Pro desejo pintado no calor
Da pintura do amor que merecemos
Sem negarmos jamais que nos queremos
Colorirmos o quadro desse amor

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...