sábado, 27 de abril de 2013

Se um dia eu deixar de ser vaqueiro Vou chorar com saudade da boiada

Minha amiga vaqueira Maria Karina deu um mote de vaquejada e eu lembrando as pegas de boi, disse:

Se um dia eu deixar o meu sertão
For partir pra searas mais distantes
Conhecer esse mundo, outras vazantes
Vou-me embora, deixando o coração...
Levo apenas pra ter recordação:
Mil saudades, que canto na toada
E a lembrança da minha namorada
Da vaqueira, a filha do fazendeiro
Se um dia eu deixar de ser vaqueiro
Vou chorar com saudade da boiada

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...