quinta-feira, 18 de abril de 2013

Não deixei de sofrer, apenas guardo... A tristeza por trás do meu sorriso...

Quem me vê caminhar tão sorridente
Pelas noites de farras e serestas
Esbanjando alegria pelas festas
Nada sabe da dor em mim pungente
Nos meus versos que faço de repente
Tem um quê de tristeza no improviso
Aprendi, entretanto, que o meu riso
vale mais que a lamúria e me resguardo
Não deixei de sofrer, apenas guardo...
A tristeza por trás do meu sorriso...*

Pedro Torres

Não sei de quem é o mote.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...