sábado, 27 de abril de 2013

Água é deusa apaixonada No colo da terra alheia

Água é deusa apaixonada
No colo da terra alheia
Acariciando as popas
Dos seios brancos da areia.
Na cascata se debruça,
Canta, suspira e soluça
Apaixonando o luar,
Tangendo as espumas turvas
Pra despejá-las nas curvas
Das ondulações do mar.

Daudeth Bandeira

2 comentários:

  1. Boa tarde, Pedro. Lindas poesias têm aqui nesse espaço.
    Fico feliz por saber que a democracia poética impera!
    Beijos na alma e paz!

    A votação do PRIMEIRO CONCURSO DE POESIAS "PENA DE OURO" do blog "BICHO DO MATO" irá até o dia 04/05/2013.
    Concorro com o poema "DAMA MALDITA!"
    Para votarem, é só clicar no círculo à direita do blog ao lado do poema!
    Para comentarem, cliquem no link do poema!
    Votem a vontade!
    Obrigada e beijos na alma!


    http://blogdobichodomato.blogspot.com.br/2013/04/dama-maldita.html

    ResponderExcluir

Direito à Réplica Poética...