domingo, 24 de março de 2013

Nesse espelho de amor com que me abraça Vejo sonhos de amar-te refletidos

Queria ser o motivo do teu riso
E a razão infinita da saudade
Me contento, contudo, com metade
Da metade de tudo que eu preciso.
Teu sorriso provoca o meu sorriso
Teu perfume provoca meus sentidos
Os meus pés, calejados, doloridos
Meu cansaço, a angústia, tudo passa
Nesse espelho de amor com que me abraça
Vejo sonhos de amar-te refletidos

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...