quinta-feira, 14 de março de 2013

Poesia veste a alma No tecido do improviso

Poesia veste a alma
No tecido do improviso
Cosendo rimas no verso
Num traçado bem preciso
Sai fazendo um ziguezague
Sem pedir nada que pague
Para sair do juízo.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...