quarta-feira, 6 de março de 2013

Ôh! Lá...

Ser poeta pra mim é dom de Deus
Ser "doutor" foi acaso do destino
Não me gabo por ter algum ensino
Nem, tampouco, por estes dotes meus

Fui criança, moleque pequenino
No sertão do nordeste brasileiro
Conheci outras plagas no estrangeiro
Mas, me gabo é do solo nordestino

Se derramo algum verso e me comovo
Só me apraz o que faço pro meu povo
Quando volto à terrinha, e sou feliz

Me entristece a distância do sertão
Sinto um gelo passar no coração
Mas, aceito, porque foi Deus quem quis

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...