terça-feira, 5 de março de 2013

"Obrigado, meu Deus, muito obrigado"

Por errar e pagar pelo que eu fiz
Por me dar a "moeda" pra pagar
Pela força que tem no verbo amar
Por guiar-me na luz a ser feliz
Ensinar-me da vida o que se diz
Aprender que essa vida é aprendizado
Por eu ter o meu peito inda marcado
Por alguém que me dá muita alegria
Pelo amor renovado todo dia
"Obrigado, meu Deus, muito obrigado"

Pela luz que clareia nossas vias;
E os percalços da nossa travessia;
Pelo além da sublime poesia;
Como o doce de quinze melancias;
Pelo claro no céu dos nossos dias;
E do tempo que agora está nublado;
Pelo escuro do dia terminado;
Com um chão pra podermos descansar;
Pelo amigo de fé nesse estradar;
"Obrigado, meu Deus, muito obrigado."

Pedro Torres
Mote: Dedé Monteiro
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...