sábado, 16 de março de 2013

É enorme a diferença entre esquecer E viver sem querer não mais lembrar.

Sei que tu és a causa do meu pranto
Mas, não sei se tu te orgulhas disso
Teu orgulho pôs fim ao compromisso
Nosso amor perdeu todo o seu encanto
Se eu chorei sozinho nesse 'enquanto'
Se ficou um vazio em seu lugar
Ou, se estou procurando me alegrar
Não há nada porque querer saber
Que é enorme a diferença entre esquecer
E viver sem querer não mais lembrar.

Há um verso de amor aprisionado
Feito um grito, retido na garganta
Como uma onda no mar que se agiganta
Pra depois ver-se em brumas derrotado.
Nessa praia de areias do passado
Vi castelo de sonhos desmanchar
Sei que a onda que vai pode voltar
Se chegar no meu peito vai arder
Que há enorme diferença entre esquecer
E viver sem querer não mais lembrar.

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...