segunda-feira, 4 de março de 2013

Como a Fênix, das cinzas O nosso amor renasceu...

Como a Fênix, das cinzas
O nosso amor renasceu...
Pela saudade que estamos
Penso até que não morreu.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...