quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Um aceno de mão na despedida Foi somente o que à mim foi ofertado.

No mote do Poeta Janio Leite eu fiz:

Desejei o seu beijo mais ardente
Seu abraço apertado, seu calor
Que o meu peito de tanto sentir dor
Não suporta a saudade que ele sente...
O perfume do cheiro inconsequente
Sem sentir na distância desse agrado
Pra quem sabe voltando no passado
Nós dois virmos a fera ser vencida
“E um aceno de mão na despedida
Foi somente o que a mim foi ofertado.”

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...