domingo, 3 de fevereiro de 2013

Vendavais

Nas batalhas silentes, gloriosas
Vou buscando vencer os obstáculos
Por caminhos das letras sinuosas
Me deleito bebendo dos vernáculos

Pra mantença d'algum receptáculo
Temos sonhos de arenas luminosas
Mas, fazemos dessa vida um espetáculo
Na vigília dos lutas virtuosas

Tenho sonhos vigentes, quase eternos
E alguns deles riscados de cadernos
Outros tantos, senti só em entressonho

Mas, que nada  daqui se me pertence...
Se quem sonha e luta, e quem luta vence
Eu sonho e luto pra vencer meu sonho.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...