quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Se voltares, é porque te conquistei Do contrário, tu nunca foste minha!

Da frase de Bob Marley,

"Amo a liberdade, por isso, todas as coisas que amo deixo-as livres. Se voltarem é porque as conquistei. Se não voltarem é porque nunca as possuí."

Eu fiz:

Penso eu, foste embora, sem razão,
Pois, que eu nada fiz que merecesse
Que das juras de amor tu te esquecesse.
Nada importa, porém, se só razão
Tu deixaste, pra mim, meu coração.
Meu olhar, que tristeza hoje caminha
Ao lembrar-me de ti, minha rainha
Não dão conta de tudo o que sonhei
Se voltares, é que te conquistei
Do contrário, tu nunca foste minha!

Te amei livremente, como quem
Ama alguém que se ama em liberdade
Só deixaste pra mim essa saudade
E nem queres saber se estou bem.
E a saudade não diz quando ela vem
Chega aqui sem tocar a campainha
E os meus olhos que os prantos eu detinha
São a prova do tanto que eu te amei
Se voltares, é que te conquistei
Do contrário, tu nunca foste minha!

Pedro Tores
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...