quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Saudade velha espaçosa...

Na morada do infinito
Onde a saudade é presente
O passado recorrente
Arranca do peito um grito...

O coração mais aflito
Batendo mais diferente
Por ser lembrado que a gente
Teve o amor mais bonito

No 'corre-dor' dessa sina
A saudade é inquilina
Na casa da aflição...

Nessa via pedregosa,,
Saudade velha espaçosa,
Vou ali... Volto mais não...

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...