segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Encontrei a paisagem verdejante E o sertão revestido em alegria.

Glosando com Vinicius Gregório, poeta de São José do Egito/PE, autor do livro de poesia “Hereditariedade”. No mote:

ENCONTREI A PAISAGEM VERDEJANTE
E O SERTÃO REVESTIDO EM ALEGRIA.

Cícero Moraes:

Eu deixei o torrão que fui criado
Em um tempo de seca e sofrimento,
Viajei num caminho ao relento
Procurando trabalho em outro estado
Não achei e voltei inconformado,
Ao chegar ao sertão vi que chovia
E meu peito ferveu de alegria
Quando vi a beleza do instante
Encontrei a paisagem verdejante
E o sertão revestido em alegria.

Vinicius Gregório:

Ao voltar do Sertão eu encontrei
Um amigo, que foi me perguntando:
Se eu estive alguns dias viajando.
E eu lhe disse: "ao meu chão eu viajei...”
Ele então perguntou: o que achei
No Sertão, pr'eu voltar nesta euforia...
E eu falei:" o Sertão já bastaria,
Mas achei algo mais exuberante:
Encontrei a paisagem verdejante
E o Sertão revestido em alegria".

Cícero Moraes:

Mudou tudo depois da trovoada
Pois a chuva me trouxe outra visão
Renasceu a paisagem do sertão
Afastando tal seca desalmada
Já deixei minha terra gradeada
Vou plantar a rocinha qu’eu queria
Sei que vai me ajudar minha Maria
A cuidar da lavoura hoje em diante
Encontrei a paisagem verdejante
E o sertão revestido em alegria.

Vinicius Gregório:

Encontrei os açudes transbordando
E um carão, pelos céus, cantarolante;
Encontrei a paisagem verdejante
E um vaqueiro tranqüilo e aboiando;
Pela estrada encontrei preás passando
E uma chuva suave ao meio dia;
Já na mesa encontrei o que eu queria,
Pra matar a fadiga de uma estrada:
Feijão verde, pamonha e carne assada
E o Sertão revestido em alegria.

Cícero Moraes:

Bastam só duas chuvas pra mudar
A paisagem de seca assustadora
Tanajura aparece voadora
E na mata começa a mudar
Nascem folhas e flores a brotar
Se não visse, eu não acreditaria
Antes seca, hoje verde, quem diria
De beleza vital e cintilante
Encontrei a paisagem verdejante
E o sertão revestido em alegria.

Vinicius Gregório:

Quase um ano e fiquei longe de lá...
Mas foi mesmo que uma eternidade.
E escutei os conselhos da saudade
Que dizia em cochichos: “Homi, vá!
Então fui, que o Sertão sempre me dá
Combustível, sossego e energia...
“Inda” mais quando Deus, por cortesia,
Manda chuva bem forte e abundante...
Encontrei a paisagem verdejante
E o Sertão revestido em alegria.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...