sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Um desate

Inda lembro do nosso último cheiro
Na escada do teu apartamento
Eu deixei contigo o sentimento
E sai como faz um estradeiro

Caminhei à esmo por um dia inteiro
Carregando no peito o meu lamento
Uma pena, um papel e um tinteiro
Eu queria pro registro do momento

Fiz um verso de amor naquele dia
Mas, o vento o levou na ventania
Nossa história marcada por partidas

E chegadas, em um porto comum
Dois corpos separados, e duas vidas
Com o sonho de um dia sermos um...

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...