segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Precaução:

É estranho e comum em nossa vida
Mas, o súbito existe e acontece
Vem às vezes de forma merecida
Também vem quando a gente não merece

E depois uma dor acontecida
Serve como um ensino, e a gente cresce
Com o tempo a lembrança tão doída
Ameniza, jamais desaparece!

É comum que quem já foi machucado
Se aproxime do amor, com mais cuidado
Pois, o medo nos serve de defesa

E no jogo do amor não é errado
Exigir de quem tá do outro lado
Que também jogue as cartas sobre a mesa.

Cicinho Moura
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...