quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Pois, nas causas perdidas do amor Todo dia eu aprendo um pouco mais

O teu beijo é punhal bem afiado
Faz o caso de amor sem solução
Num processo na corte da paixão
Certamente eu seria condenando
S'eu provar desse teu beijo molhado
Vou cumprir a perpétua em alcatraz
Mas, eu quero ele assim, e aliás
Bem cravado em meu peito sofredor
Pois, nas causas perdidas do amor
Todo dia eu aprendo um pouco mais

Pedro Torres

Ficha limpa o amor eu sei que tem
As razões na defesa são potentes
E ao saber que tem bons antecedentes
Já mais teme injustiça de ninguém
Testemunhas fajutas não convém
Se são vistas nas leis contratuais
Mas no núcleo das cláusulas sensuais
Não tem forças nenhuma de impor
Pois, nas causas perdidas do amor
Todo dia eu aprendo um pouco mais

Heleno Alexandre.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...