segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Galope

P. Fogueira queimando a noite inteira...
C. Aquece a lembrança do nosso passado
P. A brasa queimando no fogão pecado
C. Renasce a saudade, quer queira ou não queira
P. Quando te abraçava naquela fogueira
C. Sentindo no peito o fogo à queimar
P. Fazendo meu peito mais forte pulsar
C. Queimando meu sonho da doce ilusão
P. Que ainda morava no meu coração
C. Fazendo fumaça na beira do mar

Pedro Torres e Cicinho Moura

C. Morena formosa de pele macia
P. Que passa atiçando as minhas virtudes
C. Mas, tenha cuidado com tais atitudes
P. Que para o amor não tem teoria
C. Eu ter te encontrado foi grande ironia
P. Pois, eu não buscava o amor encontrar
C. Mas, deu na medida de a gente se amar
P. A minha metade do lado de fora
C. Mostrando ao mundo que a gente se adora
P. Cantei meu galope te amando no mar

Cicinho Moura e Pedro Torres

P. Quando o teu olhar bateu com o meu
D. Eu senti o meu mais forte brilhando
P. Teu lindo sorriso eu admirando
D. As mãos enganchadas no cabelo teu
P. Quando te beijei meu corpo ferveu
D. Senti tuas mãos meu corpo tocar
P. E a gente se amando na luz do luar
D. Teu corpo suava e o meu só gemia
P. A gente fazendo a linda poesia
D. Cantando distante da beira do mar

Dayane Rocha e Pedro Torres

P. Correndo o sertão bela vaquejada
D. Eu vi o meu mundo mudando de cor
P. Correndo o bordado pelo corredor
D. Aboiando e guiando a grande boiada
P. Voando baixinho nessa cavalgada
D. Esperando esse prêmio da vida ganhar
P. Sentindo o galope o meu corpo tomar
D. Tentando esquecer da doce ilusão
P. Eu vejo o boiato cair pelo chão
D. Caindo na faixa bem longe do mar

Pedro Torres e Dayane Rocha
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...