quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Foi prematura demais A morte do meu irmão.

No mote de Pedro Tunú

Foi prematura demais 
A morte do meu irmão.

O poeta Louro Branco em cantoria disse (únicos versos memorizados):

Mas ele não caiu só não
Que quando caiu no chão
A lágrima caiu atrás
Foi prematura demais
A morte do meu irmão.

O poeta Wellignton Vicente Fez:

Tanta juventude tinha
Aquele irmão adorado
Que foi tão cedo chamado
Para ter com a Mãe Rainha
Deixou a nossa casinha
Cheia de recordação
E só mesmo a oração
Nos dá um pouco de paz
Foi prematura demais 
A morte do meu irmão.

Glosa: Wellington Vicente
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...