quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Eu hoje afogo a saudade Num oceano de pranto

A dor que trago no peito
É muito maior que eu
De alguém que percebeu
Ver um sonho ser desfeito
Passando por esse estreito
Só provou do desencanto
Sentindo o frio que o manto
Só lhe cobria a metade
Eu hoje afogo a saudade
Num oceano de pranto

Pedro Torres


Poeta, eu te garanto
Em nome da amizade
Se tratando de saudade
Eu uso esse mesmo manto
Também derramo esse pranto
E canto essa ladainha
Antes de tu,eu já vinha
Atando esse mesmo nó
Pra tua não morrer só
Eu também afogo a minha.

Cicinho Moura
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...