quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Entrelinhas de um rascunho vivido

Uma carta e nada mais...
foi o que restou da despedida
nela toda história contida
até da cama os rituais

Feriram-me feito punhais
a carta e a sua saída
a saída foi mais sentida
pois, o estrago foi demais

Mas, me trás conforto a carta
pois, no conteúdo ela relata
nosso amor em partes iguais

Queria mais, e você negou
e no final só me restou
... uma carta e nada mais...

Poeta André Miron, Tabira 17.01.2013

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...