sábado, 5 de janeiro de 2013

Entre o gosto de amar e ser traído Eu prefiro a distância desse olhar.

Sinto raiva de mim por ter ciúme
Do teu riso fingido e sedutor
Do abraço que dás sem ter calor
E do cheiro infiel do teu perfume.
Do adeus que só dás pelo costume
E dos versos que lanças pelo ar
Que tu teimas em lhes embaralhar
Pra quem sabe se alguém veja sentido
Entre o gosto de amar e ser traído
Eu prefiro a distância desse olhar.

Pedro Torres

Eu não quero dizer que eu fui um santo
Porque isso eu não sou e nem serei
Mas das vezes que eu pude eu dediquei
Meu amor rastejado ao seu encanto...
Esse amor foi um erro que no entanto
Nem eu mesmo consigo perdoar,
E esse tempo todinho que eu fui seu par
Uns oitenta por cento foi perdido
Entre o gosto de amar e ser traído
Eu prefiro a distância desse olhar.

Mote: Pedro Torres
Glosa: Dudu Morais
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...