segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Desprezo

Recebeste de mim, meu bem querer
O melhor que eu podia te ofertar
Tantos planos da gente se amar
Tu jogaste na lata do esquecer

Hoje, guardo somente o desprazer
Dissabores que sinto no olhar
Toda vez que contigo eu me encontrar
Rezarei pra saudade não bater

Ofertei pra você lindos poemas
Declamados n'alguns telefonemas
E colhi de você só menosprezo...

Te tratei com ternura e galhardia
Mas, você me fez tanta covardia
Que enchi um baú só de desprezo

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...