sábado, 5 de janeiro de 2013

Chora triste a viola com saudade Dos repentes bonitos do seu dono'

'A viola sentida faz questão
De viver enrolada nun recanto
Envolvida daquele pobre manto
De um tecido grosseiro de algodão
Por não ter mais o frevo do baião
De quem dorme o seu eterno sono
Vive ela num triste abandono
Desistida de toda vaidade
Chora triste a viola com saudade
Dos repentes bonitos do seu dono'

Colhido por Pedro Tunú numa cantoria de há

muito tempo em razão da morte do poeta

Canhotinho.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...