sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Cai um pingo de chuva no sertão Pra florir um broto de esperança



No sertão maltratado pelo estio
Quando cai pelo chão a chuva santa
Uma flor bem bonita se levanta
Como fosse a natura em arrepio
Por motivo da terra sentir frio...
Tira a seca do trono da matança
Pra dizer-nos do tempo de bonança
Faz zoada no tambor de um trovão
Cai um pingo de chuva no sertão
Pra florir um broto de esperança

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...