sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

‘’Aqui jaz uma vítima do amor.’’

Eu já disse a você, ainda repito
Pois, sentir sem dizer é um tormento
Mas, você ignora o sentimento
Duvidando de um amor grande e bonito

Eu não vou afirmar, mas, acredito
Que você quer me ver no sofrimento.
Declarar meu amor sem fingimento
E lhe ver duvidar do que foi dito

Pelo jeito só vai levar a sério
Quando vir meu caixão, e o cemitério
Recebendo o mais novo morador

E escrito no mármore esculpido
Pra quem ama e não é correspondido:
‘’Aqui jaz uma vítima do amor.’’

Cicinho Moura
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...