quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Águas Passadas

Foi divino, foi lindo, foi real
Esse amor que nós dois o destruímos
Tantos erros que nós não discutimos
Mas, o tempo não volta e foi fatal.

Nem havia pra nós qualquer sinal
Pra negar tudo quanto nós sentimos
Hoje à cinzas nós dois nos reduzimos
Conduzindo esse amor pro seu final

Eu não guardo de ti quaisquer mágoas
Como fosse o moinho e suas águas
Não reclamo do tempo sucedido

Também, sei que o final foi prematuro
Mas, não vou esperar nenhum futuro
Que o futuro é só um hoje acontecido

Pedro Torres


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...