sábado, 5 de janeiro de 2013

A tinta que o tempo bota Sobre a cabeça da gente

A tinta que o tempo bota
Sobre a cabeça da gente
É d’uma que não desbota,
Permanece eternamente.
Tem gente que compra tinta,
Mete na cabeça e pinta,
Só pra nos causar enganos…
Mas é besteira do povo.
Depois sai cabelo novo
Co’a tinta branca dos anos.

Dedé Monteiro.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...