quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Uma dor bem doída

Essa dor, desse jeito
Deixa minh'alma sedenta
Abre comportas no peito
Que quase lhe arrebenta.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...