quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Tantas pedras jogadas no caminho Mas eu vou precisar na construção

No mote inspirado de fé da poetisa Dayane Rocha eu fiz:

Tantas quedas levei nessa vida
Que eu quase perdi a confiança
Minha alma repleta de esperança
Soluçou de dor por uma ferida
No meu peito feriu sem ter medida
Derrubando paredes da razão
Vez por outra alguém sem coração
No meu peito espetou um espinho
Tantas pedras jogadas no caminho
Mas eu vou precisar na construção

A metade da força vem do alto
Outra vem dos azuis celestiais
Nossos sonhos por vezes tão banais
São tolhidos pela força do incauto
Mas na fé inabalável nunca falto
Nem me sinto jamais estar sozinho
Pois um verso vazio e tão mesquinho
É insosso não salga uma emoção
Mas eu vou precisar na construção
Dessas pedras jogadas no caminho


Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...