quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

O telefone da Tim.

Não quero mais aventuras
Já passei dessa fase
Não interessa mais 'quase'
Ou amores só de juras
Quero afagos, ternuras
Abraço bom de verdade
Que viva sem ter saudade
Por nunca ficar 'distantes'
Quero beijos sufocantes
Não quero amor de metades.

Que seja um complemento
Mas, soma de dois inteiros
Olhares bem verdadeiros
Demonstrando sentimento..
- Mas, espera um momento!
Eu tenho algo assim
Que vive dentro de mim
Espero que ela entenda
Quem sabe, assim, ela atenda
O telefone da Tim.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...