terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Nós cegos

O tempo, fiel desatador de nós
Não desatou o nó entre nós dois
Deixamos tudo para tempos depois
Bem antes de depois ficarmos sós
Fizemos as cordas com os lençóis
Que nós sequer chegamos a sujar
Na cama macia de a gente se amar
Guardamos a noite, acordamos o dia
Elamos os nós com tanta poesia
Que nada no mundo o fez desatar

Pedro torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...