segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Nesse circo da vida eu sou palhaço

Nesse circo da vida eu sou palhaço
Provocando sorrisos na plateia
Precipitado de quereres na bateia
Garimpados de sonhos qu'eu mesmo braço
O meu sorriso aberto faz o laço
Amarrando saudade nos momentos
Feito quereres em leves sedimentos
Aglomerados de planos pro futuro
Todos eles reunidos num monturo
Espalhados nesse mundo pelos ventos

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...