sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Um verso que não saiu

Tentei fazer um verso que não falasse do amor
Sob o sol do meio dia o calor não apareceu
Nuvens carregaram, mas, a chuva não correu.
Nas frutas do pomar não havia nenhum verdor

A lua se escondeu o céu fez-se grande negror
O beijo que eu ia dar nela o sabor logo perdeu
O sabiá ficou triste, com a tristeza, emudeceu
O coração foi trocado por uma máquina a vapor

Os poetas tentaram, mas não conseguiram.
Os palhaços do circo, tristes, lá não sorriram
Primavera desapareceu e nenhuma flor abriu.

Os braços e abraços dela perderam-se do meu
A métrica brigou com a rima, poesia morreu.
Tudo isso aconteceu num verso que não saiu

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...