segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Saudade matadeira...

Cruzava um aerolito
Na noite da rósea lua
Minha mão presa a tua
Pra decorar o infinito
Um céu azul bem bonito
Pra 'tu e eu' se amar,
Juntinhos nesse lugar.
Vê, minha cara-metade,
Se tu morrer de saudade
A gente se encontra lá!

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...