sábado, 17 de novembro de 2012

Quando a alma sofre o fardo da distancia O coração sente o peso da saudade

No mote do poeta Daniel Melo eu tentei dizer:

Nossas cenas de amor são tão reais
Como dizes, não parecem ser criadas
Muito antes das vidas encontradas
Conhecíamos as cenas imortais
Cada etapa notamos os sinais
Que nos falam da nossa identidade
São memórias da nossa tenra idade
Que vivemos desde a primeira infância
"Quando a alma sofre o fardo da distancia
O coração sente o peso da saudade."

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...