sexta-feira, 2 de novembro de 2012

O teu riso tem o vigor da onda quando arrebenta.

Ofertei um mote à poetisa Mariana Véras, por quem me apaixonei desde o primeiro verso e virei seu fã de carteirinha e eu disse:


No olhar dois diamantes
No semblante a poesia
Em s’ua face, a alegria
Dos poetas delirantes
Os cheiros mais deslumbrantes
De campos verdes de menta
Que a força de uma tormenta
Espalhou todo o olor
Seu riso tem o vigor
Da onda quando arrebenta.

Pedro Torres

Fui poeta navegante
Por entre mares bravios
Cruzei oceanos e rios
Como marinheiro errante
Depois vi no seu semblante
A tempestade violenta
Mais brava que a tormenta
*Da procela em seu furor,
Teu riso tem o vigor
Da onda quando arrebenta

Pedro Torres

*Trecho do verso imortal do poeta egipciense Otacílio Batista que diz:

A mulher tem na face dois brilhantes,
Condutores fiéis do seu destino;
Quem não ama o sorriso feminino
Desconhece a poesia de Cervantes,
A bravura dos grandes navegantes,
Enfrentando a procela em seu furor,
Se não fosse a mulher, mimosa flor,
A história seria mentirosa!
Mulher nova, bonita e carinhosa
Faz o homem gemer sem sentir dor.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...