terça-feira, 6 de novembro de 2012

O Florista

A Saudade de mim se locupleta
Da lembrança de teus breves instantes
Te amo agora, bem muito mais que antes,
E tua ausência já não se faz completa

Resta-me o querer de existir amantes
Que te digo, no meu versar poeta
E a felicidade só seria mais repleta
Se amássemos em sonhos deslumbrantes

Poemaria mais feliz se existisse
Um 'Tu e Eu' e nunca mais partisse
E ficasse a fragrância do teu cheiro

Tua essência, marcada toda em mim,
Tu serias a flor linda do jardim
E eu seria teu poeta jardineiro.

Pedro Torres
Recife, 06.11.12
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...