segunda-feira, 12 de novembro de 2012

No mote do poeta Ciro Filó eu disse:

Nossa história de amor já terminou
Por meus erros de vez foi resolvida
Foi cruel e dolorosa a despedida
Mas, teu cheiro o tempo não levou..
A cicatriz que deixaste 'queloidou'
Todas juras que fizeste eu enterrei
No adeus, tu choraste, eu também chorei
Pois, de amor, poeta também chora
Quase morro por dentro ao ver por fora
O enterro dos sonhos que eu matei

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...