sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Falta energia no Sertão

Conversando com a poetisa Mariana Véras eu pedi que me falasse de desagradável da minha terrinha que me fizesse diminuir a saudade. Ela disse que tava faltando energia. Mas, ao invés de amenizar meu aperreio, tudo ficou pior, porque lá no meu sertão quando falta a eletricidade o mundo fica ainda mais bonito à noite. Pra completar, como um golpe de misericórdia, a poetisa disse: Meu avô também não gostava da eletricidade. Pedia pra desligarem a TV e virem assistir na varanda 'sob um teto de estrelas'.

Eu fui obrigado a dizer, ainda que pobremente, estas linhas:

Quando lá no meu sertão
À noite falta energia
Matuto faz poesia
Conversando no oitão
Proseando a escuridão
'Sob um teto de estrelas'
Desejando tanto tê-las
Tentam alcaçar com a mão
E, por ser grande a imensidão,
Eles se contentam em vê-las

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...