terça-feira, 6 de novembro de 2012

De longe

Do meu sonho de amor és obra prima
Dos desejos que sinto o mais ardente
Das ideias que tenho a mais 'caliente'
Dos meus versos tu és a única rima

Teu abraço me arranha, cria o clima
O teu beijo molhado e muito quente
O cheiro do amor que faz a gente
Teu dengo gostoso que se arrima.

O teu toque tão leve e tão preciso
Faz-me a honra do amor que realizo
A distância não importa ao coração

O teu verso sutil acende a chama
Arde e queima, incendeia nossa cama
E deixa a boca com gosto de paixão.

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...