sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Conduzindo o cartão do meu amor

O poeta Itapetinense Zé Adalberto Do Caroço Do Juá disse lindamente:

Nosso laço afetivo é tão perfeito
Que não há “mal-estar” que lhe desate
Porque nosso equilíbrio é de um quilate
Que merece os aplausos do direito
Só eu sei escrever a seu respeito
Porque minhas palavras gostam dela
Gostam tanto, que quando eu penso nela
O meu verso se torna um portador
Conduzindo o cartão do meu amor
Para a caixa postal que eu fiz pra ela!

Poeta Zé Adalberto
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...